90° PM morto no Rio

O policial militar Daniel Hilário Pereira foi morto na manhã deste sábado em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, informa o G1.

De acordo com informações da PM, Daniel foi morto após uma discussão, de motivação ainda desconhecida.

Com ele, chega a 90 o número de PMs assassinados este ano no estado do Rio.

Você precisa saber quem são os novos 'donos do poder'. E precisa saber AGORA

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Pessoas de bem estão pagando caro pelo efeito PTralha que ficou no Brasil pois a facção de várias siglas PT/PCdoB/REDE/PSOL/PSTU/PCO/PCC/CV/MST/MTST/CUT/SINDICATOS acabaram c/ a paz no Brasil !

Ler mais 18 comentários
  1. Pessoas de bem estão pagando caro pelo efeito PTralha que ficou no Brasil pois a facção de várias siglas PT/PCdoB/REDE/PSOL/PSTU/PCO/PCC/CV/MST/MTST/CUT/SINDICATOS acabaram c/ a paz no Brasil !

    1. Ainda mais quando fica sabendo que um Técnico do Judiciário, ex-motorista, brinca de policial prendendo um desafeto do Lewandowsky ganha quase R$ 17 mil. Se vende mesmo.

    2. Osvaldo, o pior (muito pior) é que você está certo. Mas… tudo faz parte do mesmo problema. Um policial que arrisca a vida por menos de R$ 2 mil pode se vender, mesmo…

    1. Os 90 policiais de bem apenas viram estatística, mas quando executam gangues de bandidos, ai vem os direitos bandidos humanos pedindo explicações e punindo os pobres policiais !

  2. Escribas subvencionados raramente se referem a mortes de policiais. Tais desgraças se somam aos 64.000 homicídios/ano a evidenciar a falência de um sistema inapto, inepto ou corrupto.

  3. Noticiar morte de policial no Rio já se tornou fato tão banal que nem os autores do crime se menciona mais, diferente do escarcéu da bandidolatria da mídia de esquerda, quando é o contrário!

    1. Direitos Humanos??? Tolinho. A maioria das organizações são é “Dinheiros” Humanos. Existem para “faturar” Para si ou para os amigos (vejam a “Começão” da Verdade).

  4. Os ditos “politicamente corretos” se insurgem quando alguém verbaliza que “bandido bom é bandido morto”, no entanto não se manifestam, nem em solidariedade à família, quando 1 policial é mor