ACESSE

A Bettina do jornalismo brasileiro transformou uma multa de 40 mil reais em "até 9 milhões"

Telegram

Na coluna social da Folha de S.Paulo, Mônica Bergamo publicou com destaque que “A Fundação Procon SP vai multar a Empiricus por propaganda enganosa no caso Bettina, que afirmou em um vídeo ter transformado R$ 1.520 em R$ 1 milhão em apenas três anos. A empresa pode ter que pagar até R$ 9 milhões pela punição”.

A notícia enviesada serviu para que blogs sujos saíssem dizendo que a Empiricus, sócia de O Antagonista, foi multada em 9 milhões de reais. O jogo combinado é um clássico petista.

Na verdade, o Procon aplicou uma multa de R$ 58.240,00, que cai para R$ 40.768,00, se for paga à vista, como mostra a reprodução abaixo.

Em nota, a Empiricus “comunica que foi notificada sobre uma multa de R$ 40 mil reais encaminhada pelo Procon, sobre a qual ainda cabe recurso. A empresa lamenta a divulgação sensacionalista de informação errônea de que teria sido multada em R$ 9 milhões. Por fim, a Empiricus reforça que a peça em questão direcionou os interessados para um curso gratuito de educação financeira, feito por uma equipe de 32 especialistas”.

Bettina levou três anos para ter 1 milhão de reais na conta; Mônica Bergamo levou um minuto para transformar 40 mil reais em “até 9 milhões”.

A Bettina do jornalismo brasileiro é uma, digamos, investidora mais ousada do que a Bettina da Empiricus.

Os bastidores d'O Antagonista por Diogo Mainardi, Mario Sabino e Claudio Dantas. Saiba mais

Comentários

Os comentários estão desabilitados