A culpa não é do GPS

O G1 noticia que uma mulher morreu na primeira madrugada de 2017 após seguir as indicações do GPS e entrar em um “bairro conhecido pela PM por situações de violência”, em Florianópolis.

O título da reportagem é: “Turista é morta com tiro após GPS levá-la a bairro violento”.