ACESSE

A primeira derrota de Neymar

Telegram

A Justiça do Rio negou à defesa de Neymar um pedido de paralisação das investigações sobre o vazamento das fotos íntimas da modelo Najila Trindade de Souza, informa O Globo.

A defesa do jogador pediu um habeas corpus, alegando excludente de ilicitude, ou seja, que Neymar havia publicado o vídeo para se defender das acusações.

O juiz responsável pelo caso indeferiu a liminar “por não enxergar a presença de ilegalidade ou ilicitude na noticiada apuração policial.”

Quem é o nome que agrada o mercado, se Guedes sair. Mais aqui

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 27 comentários