Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Associação de delegados defende ação que matou 28 no Jacarezinho

Associação de delegados defende ação que matou 28 no Jacarezinho
Foto: Reprodução, TV Globo

A Associação dos Delegados de Polícia do Brasil (Adepol) divulgou uma nota prestando “pleno e irrestrito apoio” à incursão da Polícia Civil na favela do Jacarezinho, zona norte do Rio, que matou pelo menos 28 na última quinta (6), registra o Estadão.

“Informamos que a Adepol do Brasil não aceitará qualquer pré-condenação à legítima e necessária ação empreendida pela gloriosa Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, sendo repugnante presenciar alarmas descontextualizados e pré-julgamentos com viés estigmatizante diante do resultado da operação policial em comento”, afirma um trecho da nota.

A associação dos delegados também lamentou a morte do inspetor da Polícia Civil André Frias e disse que eventuais excessos no uso da força letal policial devem ser apurados “sem vieses ideológicos ou sensacionalistas”.

A operação policial no Jacarezinho foi a mais letal da história do Rio. Segundo a Polícia Civil, pelo menos 18 dos mortos tinham antecedentes criminais, mas seus nomes ainda não foram divulgados.

 

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO