Atirador de Campinas é identificado; polícia retifica número de mortes

O atirador que abriu fogo hoje na catedral de Campinas chamava-se Euler Fernando Grandolpho. Segundo a polícia, ele era analista de sistemas, tinha 49 anos e nenhum antecedente criminal registrado, informa O Globo.

A PM também revisou para baixo o número de mortos: foram quatro (três homens e uma mulher), além do atirador, que se matou.

As motivações do crime ainda são desconhecidas.

Joice Hasselmann, a deputada do barulho quer ser a capitã do governo. Leia AGORA
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO