ACESSE

Backer não informa pontos de venda de cerveja contaminada e pode ser multada

Telegram

A cervejaria Backer não prestou os esclarecimentos pedidos pela Secretaria Nacional do Consumidor, ligada ao Ministério da Justiça, sobre os pontos de venda e a quantidade de cervejas que podem estar contaminadas.

Agora, a Secretaria deve abrir um processo administrativo sancionatório, que pode render multa de até R$ 9,9 milhões. A empresa, no entanto, terá ainda direito de defesa e para não ser penalizada precisa justificar porque não apresentou as explicações requeridas.

O secretário nacional do Consumidor, Luciano Timm, afirmou que chama atenção o fato de a empresa não ter cumprido o prazo que terminou nesta terça.

Segundo o secretário, o ideal é que a cervejaria preste todos os esclarecimentos, não só para preservar a saúde dos consumidores, como também não desarranjar o mercado.

AS NOVAS SUSPEITAS CONTRA RENAN. Leia aqui

Comentários

  • Paula -

    A Baker já entregou todas as notas de compra,suspendeu a produção e está na tv pedindo que entreguem a cerveja na Vigilância Sanitária!

  • NaMosca -

    Simples assim: "nemo tenetur se detegere". Ver: inciso LXIII, artigo 5º da Constituição Federal.

  • NaMosca -

    Princípio da não auto-incriminação...

Ler 11 comentários