ACESSE

Bolsonaro quer eliminar multa para motorista que levar criança sem cadeirinha

Telegram

Uma das mudanças propostas no Código de Trânsito Brasileiro pelo projeto levado ao Congresso por Jair Bolsonaro acaba com a multa para motoristas que transportarem crianças fora de cadeirinhas, registra a Folha.

Hoje, por resolução do Contran, “menores de dez anos deverão ser transportados nos bancos traseiros usando individualmente cinto de segurança ou sistema de retenção equivalente”.

O descumprimento da regra é infração gravíssima, punível com sete pontos na carteira de motorista e multa de R$ 293,47.

Pela proposta de Bolsonaro, a cadeirinha será obrigatória para crianças de até sete anos e meio, mas o descumprimento resultará só em advertência escrita. Segundo a Casa Civil, a isenção da multa visa dar caráter educativo ao tema.

Outra mudança polêmica do projeto é dispensar a exigência de exame toxicológico para emissão e renovação da carteira de motorista das categorias C, D e E, que incluem veículos de carga e ônibus.

Ana Paula Henkel lembra à oposição: "A eleição acabou". SAIBA TUDO

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 160 comentários