CNBB oferece vaga em escola religiosa para menina estuprada pelo tio

O presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, enviou um ofício à Promotoria da Infância de São Mateus, no Espírito Santo, oferecendo educação integral em algum colégio católico — em qualquer lugar do país — para a menina de 10 anos que foi estuprada pelo tio, engravidou e acabou sendo submetida a um aborto autorizado pela Justiça.

“A Igreja se coloca à disposição da criança e de sua família, com a mediação e orientação da Promotoria da Infância e da Juventude”, diz trecho do documento enviado no último dia 19, mas somente divulgado hoje pela CNBB.

Ao oferecer uma vaga em colégio religioso, a CNBB fala em “garantir a preservação da identidade da garota e o acompanhamento psicopedagógico especializado, no horizonte do humanismo cristão” como forma de “minimizar a dor”.

Hoje, o tio da garota, que está preso, virou réu por estupro de vulnerável. Se condenado, poderá pegar até 15 anos de prisão.

Leia mais: EXCLUSIVO: A PARTICIPAÇÃO DE BOLSONARO NA OPERAÇÃO EM FAVOR DA JBS
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 20 comentários
TOPO