Covid-19: estudos mostram que o vírus da doença também circula no ar

Covid-19: estudos mostram que o vírus da doença também circula no ar
PARIS,,FRANÇA,16.03.2020:PEDESTRES-MÁSCARAS-CORONAVÍRUS-FRANÇA - Movimentação na região da Torre Eiffel em Paris na França, nesta segunda-feira (16). Pedestres utilizam máscaras para se protegerem do coronavírus. (Foto: Rosivan Morais/Futura Press/Folhapress)

Estudos publicados nas últimas semanas confirmam que o novo coronavírus também circula no ar — e tempo relativamente longo.

Ele pode ficar suspenso no ambiente por até três horas, depois de expelido por uma pessoa contaminada, de acordo com o New England Journal of Medicine.

O Massachussets Institute of Technology publicou na revista da Associação Médica Americana, a Jama, que o novo coronavírus também pode cobrir distâncias de 7 a 8 metros, ao ser transmitido por meio do espirro de alguém infectado.

Por isso, ganha força a recomendação para que todos usem máscaras quando saírem à rua, forem fazer compras ou permanecerem no trabalho.

Ouvida pela BBC sobre o assunto, a OMS afirmou: “Estamos estudando as novas evidências científicas e prontos a mudar de posição, se necessário.”

Até agora, a OMS recomenda o uso de máscara para pessoas com sintomas semelhantes aos da Covid-19 e aquelas que cuidam de pessoa igualmente sintomáticas ou com a doença diagnosticada.

Alguns países acharam mais prudente adiantar-se à OMS. Na Áustria, a partir da semana que vem, será obrigatório o uso de máscaras para entrar em supermercados. Na Eslováquia e República Tcheca, ninguém poderá sair de casa sem máscara.

Como noticiamos mais cedo, o governo americano esteve perto de recomendar de uso de máscaras de panos, segundo o New York Times. No entanto, isso ainda não ocorreu.

Leia também: PANDEMIA: COMO SALVAR VIDAS — E A ECONOMIA.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO