Diretor da Uber é agredido dentro do Senado

Fábio Sabba, diretor de comunicação da Uber, levou um murro no rosto enquanto dava entrevista na ligação entre os anexos e o prédio principal do Senado, segundo o site Metrópoles.

O agressor, supostamente um taxista, saiu correndo após acertar Sabba. A Polícia Legislativa ainda não conseguiu identificá-lo.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 57 comentários
  1. Todos sabem quem foi o agressor. E olha quem tava confraternizando com ele:
    https://www.poder360.com.br/congresso/lindbergh-confraterniza-e-da-risada-com-taxista-que-agrediu-diretor-da-uber/

  2. Não tem câmeras no Senado? Os agentes de segurança do Congresso são os mais bem pagos do Brasil e não conseguem deter um taxista? Isso é uma piada. Se fosse o contrário o agressor já estaria preso e a culpa recairia sobre todos os q defendem a continuidade do aplicativo (liberais e conservadores). Enquanto houver esse acobertamento das práticas criminosas de todos os q andam de mãos dadas com a esquerda e seus componentes, continuaremos no caminho de uma guerra civil. Hj só existe a criminalização de um dos lados e isso tem de acabar.

  3. Covarde, saiu correndo o Cu__zão, Cu_zão. Ouviu seu taxista de M.. você é um grande Bund.. Mol…
    Sua família e filhos devem ter vergonha de ter um pai covarde que bate na trairagem e saí correndo

  4. O UBER é modernidade, tal como NETFLIX, YOUTUBE, GOOGLE, SMARTFONES e tudo de bom que a tecnologia nos traz. Se perdermos esta batalha o futuro da inovação no Brasil estará seriamente comprometido por causa destas mafias corporativas que não querem o progresso. Só para ilustrar é como se no inicio da era dos carros os produtores de carroça se unissem para impedir a chegada dos carros, PENSEM, se eles ganhassem estaríamos viajando de carroça ainda. O senador Humberto Costa deixou isto bem claro, os próximos serão Youtube, Google, Netflix, etc… o que puderem fazer para no colocar no atraso eles o farão.

  5. Sou Passageiro da Uber e Cabify e quero deixar claro que quem experimentou os aplicativos, c0m certeza, nunca mais vai ser trouxa de cair nas armadilhas de velocímetro adulterado, cheiro de cachaça e bafo de cigarro paraguaio. Cansamos de ficar dando voltas pra engordar o bolso de pilantra.

  6. Esse tipo de truculência somente depõe contra a categoria dos taxistas. Se esse taxista agride um cidadão no interior do Senado Federal, imagine o que faria com um passageiro que o contrariasse em uma rua escura. A concorrência entre o Uber e os taxistas deve ocorrer a partir da paridade das regras, qualidade do serviço e preço.

    1. Isso aí, taxista Leonel. É por causa de ignorantes como você que decidi nunca mais entrar num táxi. Se for o caso até alugo um carro, mas táxi nem pensar.

  7. Olha a Mafia petista a todo vapor, eu sempre digo a única coisa que essa gente teme de verdade é ser morto, dialogar com petista sindicalista e toda essa corja é perder tempo.