ACESSE

Entidade feminista expulsa advogada que aceitou defender Neymar

Telegram

A seção brasileira do Cladem (Comitê da América Latina e do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher) expulsou de seus quadros a advogada Maíra Fernandes, contratada para defender Neymar, registra Ancelmo Gois.

A OAB protestou contra a decisão do comitê e argumentou que, numa democracia, todos têm direito a defesa e a um advogado.

Em seu Facebook, Maíra disse ter sido procurada por Davi Tangerino e Salo de Carvalho, advogados do jogador e, segundo ela, “muito próximos da causa feminista”. Afirmou ter lido os autos e se convencido de que é uma “falsa acusação de estupro”.

EXCLUSIVO: O LÍDER DELATADO PELOS AGIOTAS. SAIBA TUDO

Comentários

  • Lucia -

    Que coisa mais absurda! O trabalho do advogado é defender o acusado! Seria o mesmo que impedir um médico de atender um presidiário! Essas entidades feministas às vezes extrapolam!

  • João -

    Estamos chegando a um ponto que nem exercer uma profissão é possível. Uma idiotice sem tamanho.

  • Alberto -

    Vivemos o discurso democrático e a realidade da ditadura do pensamento. Momentos de uma hipocrisia pandêmica. O politicamente correto, ao invés de ser uma opção, passou a ser um passaporte para tudo.

Ler 123 comentários