Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Estátua de Pedro Álvares Cabral é incendiada no Rio

Polícia Civil vai investigar, diz prefeitura; perfil de Twitter alegou que vandalismo é protesto contra o Marco Temporal para reivindicar terras indígenas
Estátua de Pedro Álvares Cabral é incendiada no Rio
Reprodução/Twitter urucumirim

O monumento Descobrimento do Brasil, localizado no largo da Glória, no Rio, foi incendiado na madrugada de ontem (24).

Ela traz sobre um pedestal de granito estátuas de bronze de Pedro Álvares Cabral, Pero Vaz de Caminha e do frei Henrique de Coimbra, celebrante da primeira missa no país.

Imagens do vandalismo circulam nas redes, e um perfil do Twitter, @urucumirim, reivindicou o incêndio como um protesto contra o Marco Temporal, que deve ser julgado pelo STF a partir de hoje. A ação defende que povos indígenas só podem reivindicar terras onde já estavam em 5 de outubro de 1988, data em que a atual Constituição entrou em vigor.

A obra do escultor Rodolfo Bernardelli foi inaugurada em 1900, por ocasião dos 400 anos da chegada de Cabral ao Brasil.

De acordo com a Secretaria Municipal de Conservação, os danos causados pelo fogo estão sendo avaliados, e um boletim de ocorrência foi aberto para que a Polícia Civil investigue o caso.

Em julho, outro grupo de vândalos incendiou a estátua do Borba Gato, em São Paulo.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO