Falta vergonha, sobra falta de vergonha

Sim, a gente fala mal do Brasil, não por gosto, mas porque não tem outro jeito. O Comitê Olímpico Australiano também está falando mal do Brasil — porque não tem outro jeito. Potência olímpica, em especial na natação, a Austrália reclama que não consegue arrumar um lugar decente para treinar boa parte da equipe que participará das Olimpíadas do Rio de Janeiro, no ano que vem. Até o momento, os australianos têm à disposição apenas um clubeco perto da Barra da Tijuca, que vive de alugar o seu espaço para festas de casamento. 
O local conta com dois campos de futebol society, uma piscina de 20 metros de extensão (uma piscina olímpica tem 50 metros), meia quadra de basquete e uma banheirona de hidromassagem. O Comitê Olímpico Brasileiro disse que não recebeu nenhuma reclamação oficial. O Antagonista dispõe-se a ser o canal oficial das reclamações do Comitê Olímpico Australiano.
No Brasil, a gente não morre de vergonha. A gente morre de falta de vergonha.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200