Futuro ministro da Saúde cogita uso de médicos militares

Telegram

O futuro ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse hoje que o aproveitamento de médicos dispensados atualmente do serviço militar está sendo cogitado para atender os habitantes do chamado “Brasil profundo”, relata O Globo.

Dados levantados pelo Ministério da Defesa revelam que uma média de 8.000 médicos formados se apresentam todo ano às Forças Armadas para prestar serviço militar obrigatório, mas só cerca de 1.200 são incorporados.

Mandetta afirmou, porém, que o emprego desses médicos nos postos mais distantes dos grandes centros é apenas uma das possibilidades –não há nada definido ainda.

Comentários

  • Sueli -

    Esses médicos se apresentam para servir o Exército por um ano. Se já passaram no concurso de Residência, a vaga fica reservada para o ano seguinte.

  • Zeus -

    Manchete totalmente errada! Não são médicos militares, pelo contrário, são aqueles que foram dispensados do Serviço Militar

  • Marcus -

    ... sem mistérios... é só pagar bem que vai sobrar candidatos... mesmo no "Brasil profundo"... pagar bem = vontade politica... o resto é politicagem...

Ler 21 comentários