ACESSE

Igrejas terão de medir temperatura dos fiéis antes das missas em Brasília

Telegram

Acompanhe nossas notícias também pelo Google Notícias.

Acesse nossa página no serviço de notícias do Google e clique em SEGUIR ou no ícone

Após o decreto que autoriza reabertura de igrejas, as missas voltarão a ocorrer de maneira presencial na próxima quarta-feira em Brasília.

Em comunicado ao qual O Antagonista teve acesso, o cardeal Dom Sérgio da Rocha, atualmente administrador da Arquidiocese de Brasília, deu uma série de orientações aos padres, por exemplo: medir a temperatura dos fiéis, disponibilizar álcool em gel e exigir o respeito ao distanciamento de pelo menos um metro e meio.

Não haverá o chamado “abraço da paz” durante as cerimônias — quando os fiéis se cumprimentam — e a hóstia será entregue na mão, e não posta diretamente na boca.

A Igreja recomenda que seja proibido o acesso aos templos, por enquanto, de pessoas acima de 60 anos, menores que 12 anos e pessoas do grupo de risco.

Leia também: Lições da gripe espanhola de 1918 para hoje a pandemia de hoje

Comentários

  • Maria -

    Não vou pra missa nem que a vaca voe . Aquele monte de gente cantando, rezando e jogando vírus no ambiente fechado. Tô fora

  • Moso -

    A queda do dízimo pode fechar muitas lojas. Se o consumo de serviços eclesiásticos não voltar logo.

  • Cristina -

    Tipo da tolice. Quem tem febre não vai para a igreja. E não significa que quem não tem febre não possa passar e receber o vírus. Estão jogando para a platéia.

Ler 9 comentários