Índio quer faculdade

Uma comissão da Unicamp está propondo vestibular específico para indígenas, relata a Folha.

A ideia é reservar para eles até duas vagas não preenchidas na primeira chamada de matrícula de 16 cursos, incluindo medicina e história. A prova específica dos indígenas não exigiria inglês nem os livros pedidos no vestibular tradicional.

Se houvesse índios entre os antagonistas, eles provavelmente ficariam o mais longe possível da Unicamp. Sobretudo do lugar selvagem que é seu Departamento de Economia. Melhor passar a vida no mato, de short Adidas.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Ler mais 29 comentários
    1. A Unicamp, na prática. PROÍBE que alunos vindos de escolas privadas cursem Medicina e Engenharia Civil, dentre outros cursos de maior procura!!

      Simplesmente, neste ano de 2017, das 110 vagas de Medicina, SOMENTE 12 (DOZE) FORAM RESERVADAS PARA PESSOAS NORMAIS, o resto, 98 VAGAS, foram para cotistas de todos os tipos! Comunistas CÍNICOS, é o que são!!!

      1. Acho que podemos começar a dizer que sofremos discriminação e pedir nossa cota. Não somos de escola publica, não somos negros, e por aí vai.

    2. Resolver na caneta a incompetência e a falência do sistema. É como pintar uma zebra de preto e AFIRMAR QUE É UM CAVALO!
      Coisa de vagabundo populista que desconhece o ESFORÇO E O MÉRITO, em nome da fantasia da igualdade do diferente!
      COISA DE VERMELHO V@GABUNDO!

    3. o conhecimento universitario é basicamente o conhecimento ocidental tecnico e pressupões imersão nessa cultura.Indios em universidade pressupões inclusão nesse universo da civilização ocidental,não dá pra brincar de ser indio e medico ou indio e engenheiro sem os conhecimentos que devem embasar essas formações,a materia da impressão que não é serio, seriam medicos cafe-com -leite e engenheiros cafe-com-leite,como se dizia na minha infancia de quem não era levado a serio

    4. Esses progressismos são assustadores.
      Diz a Constituição Federal:
      Art. 5º – Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade.

    5. Divertido vai ser índio gritando no Departamento de Humanas: ÍNDIO QUER APITO!
      Vai ter fila dando volta no Campus!
      COTA! COTA! COTA! No fim,COTA PRA QUEM NÃO TEM COTA. E A COTA TEM FIM, porque todos TÊM A SUA COTA!
      Kkkkkkkk…

    6. Seguindo essa mesma lógica em breve irão reservar algumas vagas para analfabetos. A prova será substituída por sorteio e o diploma será entregue na primeira aula.

      1. Os indios que são indios mesmo não devem ter nada a ver com essa iniciativa. Isso aí é coisa dos esclarecidos da UNICAMP.

    7. O Brasil acabou!
      Porque não fazem uma reunião de grupo e dão DIPROMA para todo mundo!
      O LULALA já falou que a Universidade é para todos mesmo, que Educação não é importante, Educação básica gratúita e de qualidade nunca teremos.
      O que mais precisamos para acabar de vez com nosso BRASILILILILIL?

    8. Engraçado, a UNICAMP sempre é apresentada pelos rankings internacionais entre o 1% das melhores universidades no mundo ( entre as 200 em um universo de 20.000) e mesmo assim adoram fazer chacota. Não que o Instituto de Filosofia e de Economia não mereçam , mas o resto da universidade passa longe desse viés ideológico barato. É triste ver as piadas e mais ainda triste quando eles não refletem os trabalhos dos demais institutos…

      1. Aquela universidade falida – mais uma! -, onde proliferam tipos loucos como Beluzzo, Mercadante,Bresser e é um antro de comunistas? Sem surpresas. Parabéns aos envolvidos, mais uma pá de cal no ensino superior.

    9. Oia, mas faculdade nao é uma invenção eurocentrista da sociedade opressora capitalista loiradozóioazú, o que é sistematicamente demonizado pela casta socialista catolica pseudo defensora dos povos indigenas? Que coUsa, como diria o portuga da padaria.

    10. A confirmar-se isso, só teremos universidades customizadas. Já há a do MST, a dos negros e agora virá a dos índios. Existe isso em outros países,ou é mais uma de nossas jabuticabas?