ACESSE

Indulto de Bolsonaro não beneficia policial que matou Ágatha

Telegram

O indulto de Natal assinado por Jair Bolsonaro que autoriza o perdão da pena de agentes de segurança pública condenados por crimes culposos – não intencionais – no exercício da profissão não beneficiará o policial militar que matou a menina Ágatha Félix, de 8 anos, diz O Globo.

Segundo a publicação, o PM acusado pela morte de Ágatha — Rodrigo José de Matos Soares — responde por homicídio doloso, e não culposo. O policial está em liberdade.

Em dezembro, o Ministério Público do Rio denunciou Soares e pediu a suspensão parcial do exercício da função pública do policial. Ele está afastado das ruas.

01 de Jair Bolsonaro sem blindagem. CONFIRA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 13 comentários