João Santana, um grande brasileiro

O Antagonista acabou a leitura do livro “João Santana: Um Marqueteiro no Poder”, de autoria do jornalista Luiz Maklouf. Registramos o que há de mais interessante:
a) João Santana tomava drogas
b) João Santava fumava muito
c) João Santana tem uma filha chamada Suriá Luirí
d) João Santana tem um filho chamado Aylê Axé
e) João Santana fazia parte de um grupo musical chamado Bendegó
f)) João Santana tinha um parceiro cujo apelido era Gereba
g) João Santana escreveu um romance cheio de expressões pornográficas
h) João Santana não termina todas as frases de forma inteligível, preferindo grunhidos e chiados
i) João Santana diz ter um “pensamento diacrônico e uma linguagem onomatopaica”
j) João Santana, como resposta, recebia de Dilma Rousseff fins de frase igualmente incompreensíveis
k) João Santana acredita que no Brasil “vão ocorrer, neste século, as grandes tramas políticas, neoestéticas e ciberétnicas”
l) João Santana gosta muito da “definição espiritualista de que o Brasil é o laboratório do Espírito Santo”
m) João Santana não acha que fez uma campanha para Dilma Rousseff marcada pela baixaria, a mentira e a chantagem com os pobres
n) João Santana acha Dilma Rousseff “sofisticada”
o) João Santana acha Lula “vulcão” e Dilma “raio laser”
p) João Santana define-se um “socialista cibernético”
Conclusão de O Antagonista: João Santana é um grande brasileiro. A sua obra-prima ocupa atualmente o Palácio do Planalto.


O Antagonista usou as
mesmas técnicas de marketing
de João Santana, para mostrar
acima uma foto de João Santana

Faça o primeiro comentário