Juíza rejeita denúncia contra chefe de gabinete e reitor da UFSC

A juíza Simone Fortes, da 1.ª Vara Federal de Florianópolis, rejeitou denúncia do MPF contra o reitor da UFSC, Ubaldo Balthazar, e o chefe de gabinete da reitoria, Aureo Mafra de Moraes, relata Fausto Macedo.

Os dois eram acusados de ofender a “honra funcional” da delegada Erika Marena, ex-Lava Jato, que investigou acusações de desvio na universidade.

Aureo apareceu num vídeo que exibia uma faixa em que Marena era acusada de abuso de poder. Na Operação Ouvidos Moucos, a delegada mandara prender Luiz Carlos Cancellier de Olivo, o reitor anterior da UFSC, que não era suspeito de desvios. Cancellier se matou 18 dias depois.

Ao rejeitar a denúncia, Fortes escreveu que a manifestação “estaria dentro do exercício da liberdade de expressão, expondo sentimentos de revolta em um momento traumático para a comunidade universitária, sem que tenha havido ofensa à honra da delegada”.

Comentários

  • Alex -

    Tem horas que o MP tem jeitinho de NKVD

  • Romulo -

    Tem um aí respondendo em todos os comentários afirmando que não existem provas. Ora, o cara simplesmente foi pego obstruindo as investigações do corregedor da UFSC sobre os desvios. Inocente...

  • Nyco -

    Tanakara que alguém "suicidou" o reitor. Alguém da UFSC delatou o mega esquema de desvio de verba do EAD onde tinha muita gente influente envolvida, inclusive uma certa "irmandade".

Ler 23 comentários