MEC atrasa entrega de mais de 10 milhões de livros

O Ministério da Educação do governo Jair Bolsonaro não comprou 10,6 milhões de livros literários que deveriam ser entregues neste ano a escolas públicas cujas aulas já começaram, informa a Folha.

Das 256 editoras com obras selecionadas no Programa Nacional do Livro Didático específico para obras literárias, 96 ainda aguardam a assinatura ser efetivada.

O trâmite total do edital foi finalizado em novembro de 2018, mas nenhum contrato foi assinado neste ano, segundo informações do Diário Oficial.

A qualquer sinal de fraqueza, a esquerda pode se aproveitar para crescer e… Acompanhe aqui!

Segundo o jornal paulistano, a demora na definição da equipe do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação tem atrasado os processos.

Só hoje Carlos Alberto Decotelli foi oficializado como presidente do FNDE, órgão do MEC que cuida da compra de livros para as escolas públicas.

Comentários

  • Bianca -

    Não fará falta alguma. As bibliotecas das escolas onde trabalhei eram 90% compostas de lixo cultural.

  • Marcelo -

    Esse paspalho vai ser o primeiro a dançar.

  • CarlosAlberto -

    Está certinho. Tem que revisar que tipo de material didático está sendo comprado e jogar no lixo a escumalha marxista-gramscista.

Ler 112 comentários