Mensalidade em universidade pública não deve ser tabu, diz petista

O petista Rui Costa, que governa a Bahia, afirmou que a cobrança de mensalidade nas universidades públicas de alunos que possam pagá-la não deve ser tratada como tabu, relata a Folha.

Costa defendeu novas formas de financiamento das universidades públicas, incluindo incentivo a doações, parcerias com a iniciativa privada e cobrança de mensalidade de estudantes de alta renda. “Uma família que pagou educação privada a vida inteira não tem condições de contribuir com a universidade?”

O petista reconhece que há oposição à ideia no seu partido e em boa parte da esquerda, que defende educação superior “pública e gratuita” –isto é, paga por todos os contribuintes, sobretudo os que não conseguem chegar à universidade.

“Quem é contra [cobrança de mensalidade] não é contra que o rico pague. Mas tem um discurso de que seria o início de uma privatização, que o passo seguinte seria cobrar de todo mundo. Não necessariamente é assim.”

Comentários

  • Sandra -

    Concordo com ele, e isso seria justiça, a maior parte da população que paga pela universidade publica através de imposto não tem acesso.

  • Pedro -

    Se fosse o Bolsonaro falando isso a mídia cairia em cima, mas como é um petista não tem polêmica. Cobrar mensalidade de quem pode pagar é senso comum.

  • claudio -

    Cobrar dos que tem condicoes nas universidades federais nunca foi tabu ou mito, porem inaceitavel que pessoas sem condicoes entre nas mesmas, independente da cor da pele ou do dinheiro???

Ler 72 comentários