ACESSE

Mulher do caso do 'engenheiro civil formado' é demitida no Rio

Telegram

A mulher que foi gravada atacando verbalmente o superintendente de educação e projetos da Vigilância Sanitária do Rio, Flávio Graça, foi demitida, informa o jornal carioca Extra.

O vídeo da agressão, que viralizou nas redes sociais, foi exibido no Fantástico, da Rede Globo, no domingo (5) à noite.

Nas imagens, a mulher e seu marido atacam Graça durante uma fiscalização em um restaurante do Rio por volta das 21h de sábado (4).

“Você não vai falar com o seu chefe, não?”, pergunta o homem ao fiscal da Vigilância Sanitária, que é médico veterinário. “A gente paga você, filho”, acrescenta a mulher.

O fiscal insiste na necessidade de evitar aglomerações no lugar, por causa da pandemia do novo coronavírus, e o homem responde: “Cadê a sua trena? Eu quero saber como você mediu as pessoas”. Quando Graça responde chamando o homem de “cidadão”, a mulher rebate: “Cidadão, não. Engenheiro civil formado e melhor que você”.

Nesta segunda (6), a Taesa, empresa de transmissão de energia onde a engenheira química de 39 anos trabalhava, anunciou a sua demissão e divulgou uma nota dizendo que “compartilha a indignação da sociedade em relação a este lamentável episódio, sobretudo em um momento no qual o número de casos da doença segue em alta no Brasil e no mundo”.

O casal também excluiu os perfis que mantinha nas redes sociais.

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim

Comentários

  • Elmo -

    NEM COM TODA ESSA CRISE, SE ESSE CASAL TIVESSE VERGONHA PROCURARIA AJUDAR A COMBATER A COVID,POR ISSO QUE SOMOS ESSE PAIS QUE O RESTO DO MUNDO NÃO CONFIA.

  • Maria -

    A rastaquera errou feio.... errou rude....

  • Marcelo -

    Livre arbítrio. Cada arque com as consequências das suas atitudes. E a empresa fez certo... permite home office para a pessoa se proteger e na hora da gandaia vai pra rua. Decisão correta

Ler 122 comentários