Mulher morre com suspeita de síndrome nefroneural em MG

Uma mulher de 60 anos morreu com suspeita da síndrome nefroneural em Pompéu, na região central de Minas Gerais. A reportagem é de O Tempo.

A morte aconteceu em 28 de dezembro, mas somente nesta terça (14) a prefeitura de Pompéu emitiu nota confirmando a suspeita da doença.

Segundo a nota da secretaria municipal de Saúde, a mulher esteve no bairro Buritis, em Belo Horizonte, entre os dias 15 e 21 de dezembro.

A polícia investiga se a síndrome nefroneural que surgiu no mês passado está associada ao consumo da cerveja Belorizontina, da Backer, que estava contaminada com dietilenoglicol e monoetilenoglicol – substâncias tóxicas que podem causar problemas neurológicos e renais graves.

No sábado (11), o jornal Estado de Minas publicou que notas fiscais obtidas pela Polícia Civil na sede da cervejaria Backer, em Belo Horizonte, mostram que a empresa compra monoetilenoglicol.

Em nota publicada ontem (13), a Backer admitiu que “em seu processo produtivo, utiliza, exclusivamente, o agente monoetilenoglicol”.

AS NOVAS SUSPEITAS CONTRA RENAN. Leia aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler comentários
  1. Marcus disse:

    RmlzY2FsaXph52FvIGRlIGZvcm11bGFzIGRlIHByb2R1dG9zIGUgZGUgZmFicmljYefjbyBkZSBxdWFpc3F1ZXIgcHJvZHV0b3MgbmVzdGUgcGHtcyDpIGRlIDEwIChk6WNpbW8pIG11bmRvLi4uLi4u

  2. Leia disse:

    QWdvcmEgauEgc2UgdGVtIHVtYSBib2EgZGVzY3VscGEgcXVhbmRvIGNvbWXnYXJlbSBhIHN1cmdpciB27XRpbWFzIGRvIGxpeG8gdPN4aWNvIGRlIEJydW1hZGluaG8uIFbjbyBjdWxwYXIgYSBjZXJ2ZWphLi4u