"Só pararam [de atirar] depois que os policiais revidaram"

Foram dois adolescentes envolvidos no ataque no Colégio Estadual João Manoel Mondrone, em Medianeira, no oeste do Paraná, nesta manhã.

Segundo O Globo, um deles estava com uma arma calibre 22 e o outro, com uma faca.

O Corpo de Bombeiros informou que dois alunos foram atingidos por tiros: um de 15 anos foi atingido na região lombar da coluna — a bala ficou alojada e ele precisou ser transferido para um hospital em Foz do Iguaçu; o outro, de 18 anos, foi baleado de raspão na coxa, sem gravidade.

Além de balear os colegas, os dois adolescentes explodiram bombas artesanais.

“Quando os policiais chegaram, os dois estavam escondidos dentro de uma sala fechada. Eles ouviram que eram a Polícia Militar e atiraram. Só pararam depois que os policiais revidaram, mas ninguém ficou ferido”, relatou o subcomandante da PM André Gois.

Comentários

  • Gabriel -

    Policiais não mataram porque são competentes, sabiam que eram crianças birrentas.

  • Alexandre -

    Esperando ansioso, atores globais dirigirem-se até o local, fazendo aquele gesto bonito com as patinhas e cantando "Sou da paz"..., Estatuto do desarmamento são meus ovos!

  • Freedom -

    Com certeza, os seguranças do colégio estavam armados com paz e amor. Deveriam ter tentado o diálogo ou a meditação.

Ler 51 comentários