Embaixador morto: polícia do Rio pede desculpas

A Polícia Civil do Rio de Janeiro concede uma entrevista coletiva, neste momento, confirmando o que se sabeaté aqui sobre a morte do embaixador da Grécia no Brasil, Kyriakos Amiridis: a mulher da vítima e seu amante, um policial militar, são os responsáveis pelo crime — um primo do PM (Eduardo Moreira de Melo) também está preso, acusado de ter participado do assassinato.

O delegado responsável pelas investigações diz que se trata de um “episódio pontual” e pede desculpas à “comunidade grega”.

Faça o primeiro comentário