ACESSE

Procuradoria abre inquérito sobre nota do MEC contra protesto

Telegram

A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão do Rio Grande do Sul, ligada ao MPF, abriu inquérito para apurar eventuais irregularidades em nota divulgada ontem pelo MEC, registra o UOL.

A nota do ministério, referente às manifestações de ontem, dizia que “professores, servidores, funcionários, alunos, pais e responsáveis” não seriam autorizados a divulgar e estimular os protestos durante o horário escolar.

O texto afirmava também que a população poderia fazer denúncias à ouvidoria do MEC.

"As universidades públicas brasileiras gastam demais e educam de menos." LEIA AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 44 comentários