Projeto aprovado pelo governo de SP conta histórias infantis ‘relevantes da comunidade LGBT’

Um projeto aprovado pelo governo de São Paulo tem sido alvo de polêmica.

A proposta é a realização de peças teatrais em municípios do interior do  estado, com o objetivo, entre outros, de “sensibilizar e conscientizar os jovens espectadores para assuntos relevantes da comunidade LGBT por meio de histórias alegóricas, metafóricas ou mesmo com temáticas diretas”, de acordo com o resumo do projeto, intitulado Conte para todos.

O público-alvo são crianças de 4 a 11 anos.

Uma das histórias a ser contada como parte da estratégia de “valorizar e celebrar com entusiasmo, criatividade e alegria, a diversidade e o respeito às diferenças” é baseada no livro Ceci Tem Pipi?, do autor Thierry Lenain.

Vejam a descrição da obra:

“Para Max sempre tudo foi muito simples: existem as pessoas ‘Com-pipi’ e as pessoas ‘Sem-pipi’. Os Com-pipi são considerados os mais fortes, mas Max se confunde com sua nova coleguinha de escola, Ceci. Ela gosta de fazer tudo o que meninos fazem. O garoto começa a se perguntar se a Ceci tem é dos ‘Com-pipi’, assim como ele.”

O resumo do projeto ainda diz que as histórias são “sensíveis e divertidas” e valorizam a empatia ao abordar temas como “identidade de gênero, orientação sexual e a defesa dos direitos iguais para compartilhar com o público de todas as idades”.

Em nota enviada a O Antagonista, a Secretaria da Cultura de SP informa que o edital foi criado em governos anteriores. “Trata-se de um projeto de ‘contação’ de histórias infantis para combater todo tipo de preconceito. As crianças, participantes do projeto, estarão acompanhadas dos pais, responsáveis legais e educadores”, acrescenta o texto.

A campanha do atual governador Márcio França, candidato à reeleição pelo PSB, também enviou nota a este site deixando claro que o edital em questão foi criado em 2011 — ou seja, na gestão do então governador tucano Geraldo Alckmin — e que a proposta segue sem alteração desde então. A ideia, portanto, surgiu no governo do PSDB, embora tenha sido igualmente aprovada neste ano. A campanha de França ponderou, ainda, achar estranho que só agora, em período eleitoral, o projeto ganhe repercussão.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 111 comentários
  1. Se vem da esquerda desconfie sempre. Querem um mundo onde a esquerda caviar desfruta na bolha capitalista, enquanto o povo se ferra no comunismo socialista. Para isto destroem a família e tudo mais.

  2. “Os Com-pipi são considerados os mais fortes”: hipótese errada. Conclusão não será boa, nunca! Comunistas são assim, distorcem tudo. GRAMSCISMO e MARXISMO ao extremo, mas eram dois vagabundos.

  3. Esse é um dos principais motivos d o Alckmin estar com índices tão baixos d votação. Mas nem adianta avisar, ele e sua curriola vivem em um mundo à parte da sociedade q lhes paga os salários.

  4. Há q se perguntar pq nossas autoridades, q não conseguem ensinar minimamente nossas crianças a ler e a contar adequadamente, gastam tanto dinheiro do pagador de impostos com a agenda LGBT.

  5. A obsessão por perverter mentes infantis precisa de uma reação a altura da agressão! Necessitamos do M. da Educação comprometido com o respeito a infância. Quem educa SÃO OS PAIS! FORA CORJA…

  6. cadê a DIVERsIDADE? Uma única interpretação da homossexualidade (exatamente a do milionário lobby elegebetista)é imposta a todos, contra imensa variedade de vozes existentes entre os próprios, gays..

  7. Pelo amor de Deus! Será que essas escolas não tem mais o que ficar ensinando para as crianças. Qual a real importância de abordar isso dessa forma, nessa idade. Qual a relevância do tema?

  8. Respaldo de “autoridade” à imbecilidade com $ nosso a pilantras. Saudades do tempo em que Dener, Clodovil e outros ganhavam o seu próprio $ e eram respeitados por todos, face à capacidade de cada um.

  9. Ensinar a meninada a queimar a rosca…Ainda bem que sou do tempo em que fumar era bonito e queimar a rosca era feio..Gays devem ser 0.5 % da população, mas fazem uma zoeira como se fossem 70%….

  10. O projeto prevê a presença dos pais e responsáveis, e trabalha o respeito ás diferenças, esse artigo tem noticias falsas, e demonstra a falta de seriedade com os leitores! Só acessar o site da cultura

    1. Esses “pais” q levarão seus filhos, são esses “pais” q já vêm sendo contaminados com essa onda suja de ideologia de gênero… Lembre-se, a esquerda não apareceu agora… Vamos raciocinar, gente!!

  11. Fui pesquisar o edital e o projeto, e pelo que vi o projeto em sí não ganhou 480 mil e sim 40 mil para rodar em 20 cidades, usou-se as citações para distorção do assunto, matéria bem tendenciosa.

    1. Ninguém aqui falou de cartilha LGBT estou falando da matéria, não sou a favor da cartilha e muito menos impondo, a matéria é Fakenews, aprenda a ler e aí depois falamos, é um ignorante mesmo.

    2. Tendenciosos são vocês, defensores da cartilha LGBT, normalizando e impondo para todos goela abaixo seu material, imbecil.

  12. A cada dia sinto mais vergonha de seres humanos desse nível. São crianças!!!Isso é desprezível! Adultos podem fazer o que quiserem, mas doutrinar crianças é um crime sem perdão. Bolsonaro tem razão!!

  13. É o desrespeito às votações do congresso que barraram ideologias de gênero pra crianças e adolescentes. Depois é Jair Bolsonaro 17 que está imaginando coisas, falando daqueles livros medonhos.

  14. Revolução Educacional à vista! Agora o país decola em exames qualitativos comparativos internacionais como o PISA! Agora a molecada vai APAVORAR em linguagens, matemática e ciências!

  15. As crianças são puras e apoliticas, representam todo potencial humano, em sua mais bela forma. Mas a sanha dos totalitários degenerados, impele esse chorume humano à atacar os indefesos.

    1. Não vejo nenhuma perseguição aos gays, o que vejo é os LGBT impondo para a sociedade seus hábitos e costumes, assim como a imposição para crianças de sua ideologia.

    2. Mas é verdade, as lésbicas estão revoltadas com homens trans tomando seu espaço… A característica de todas essas agendas é sua autofagia, primeiro criam uma segregação e depois se autodestroem.

    3. Aí você descobre que a “galera homofóbica” é gay… Quais grupos heterossexuais convivem ou perseguem gays atualmente? Sabe de quem os gays estão apanhando atualmente? Dos trans!

  16. Imundície! Canalhas, canalhas! emboscando criancinhas indefesas para transforma-las em vítimas fáceis para a pedofilia, canalhas, mil vezes canalhas! Dementes, só podem ser dementes e inúteis.

  17. Educação sexual é dever dos pais e não nas escolas, principalmente para crianças de 04 a 11 anos. É uma vergonha. Por essas e outras que tem que dar Bolsonaro na cabeça, de preferência no 1° turno

  18. É mais ainda: porque essa po44a de LGBT é prioridade? Hospitais, museus, educação de qualidade, merenda, salário dos professores, dos polícias, viaturas, infraestrutura, saneamento….????

    1. Não é desta forma que vamos agregar mais votos para o Mito, assim como não é falando se fulano é do sul ou do norte.

    2. Poder político e desvio de dinheiro público, usando como escudo o politicamente correto e agendas globalistas defendias e financiadas pela ONU.

  19. Tem que pregar na testa dos Liberais idiotas do Novo essa matéria… A esquerda aprendeu há muito tempo que é na cultura que se transforma a sociedade. Guerra cultural liberteens.

  20. Além do mais esses bandidos socialistas financiam seus projetos contra nós e às nossas custas! Vejam, não há a mesma diligência para a manutenção de museus ou bibliotecas. Mas para essa abominação sim

  21. Arre! Pensei que o projeto falasse sobre Alexandre, o Grade, Catarina da Suécia, única mulher sepultada entre os procuradores de deus na Terra, Jonathan, o bíblico, mas não. Só coisas surreais.

    1. Uma das poucas coisas honestas na sociedade moderna, era a inocência da criança. Insanos nefastos querem deturpar essa pureza, implantando a esquizofrenia no momento de formação intelectual.

    1. José, sim nao “transforma” mas pode faze-los experimentar (que é oque eles querem, mais carne fresca no mercado), a erotizaçao precoce vem sendo objeto de estudos de gente seria

    2. Não transforma, mas confunde em pensar que é! As crianças não tem nada a ver com agenda política, isso é coisa de covarde, desviando dinheiro público e confundindo a sociedade.

  22. Para ele nao resolve mandar o Mourao nem o Bolsonaro , com ele temos de atacar de Torquemada . Caca as Bruxas e inquisicao. Onde ja se viu apresentar esses assuntos a meninos e meninas de 4 a 11 anos

  23. Acho que alguma coisa pode ser feito para tentar diminuir o preconceito contra os gays mas acho que ensinar a criança a respeitar o próximo e este inclui os diferentes depende principalmente dos pais.

    1. Detalhe… esse meu amigo Diretor de Escola não é conservador ou engajado politicamente. A situação é séria colegas.

    2. …Tenho que ameaçar cortar o Bolsa Família, para que os país venham saber dos filhos. Escola em tempo integral é uma ilusão, o problema do Brasil está nas famílias destruídas”

    3. Tem tudo a ver RENATO, a família é o pilar da sociedade ocidental. Um amigo diretor de escola pública me relata… “Não adianta mais investir em ensino, o problema de nossos jovens é familiar, tenho”.

    4. Rapaz vc é meio confuso, o que tem haver muçulmano com erotizaçao de crianças e direito a familia? Uma coisa nao tem NADA haver com a outra, pelamordedeus!

    1. Correto. A pauta ideológica marxista é implantada com ajuda de muito dinheiro vindo do exterior.. existem ONGs norteamericanas e europeias por detrás disso.. sexualizar crianças é perversão.

  24. Doutrinação gayzista e de sexualização precoce. Ridículo. O fato de uma menina gostar de um tipo de brincadeira não autoriza criar na criança curiosidade sobre o órgão genital ou disforia de gênero.

  25. É o mundo lésbico, gay, trans, bissexual e queer.. o mundo socialista da expressão e identidade de gênero, da orientação sexual.. e também o mundo da hegemônica “sopa de letrinhas” Lgbtqi+

  26. Mais uma grana torrada pra fazer apologia a queima da rosca? Nao é melhor fazer uma sessao de cinema com o filme Gaiola das Loucas? Pelo menos o filme (original com Hugo Tonazzi) era bom…

    1. E daí que você tem todo o direito de achar normal. Pessoas aqui não acham. Farei o máximo para alertar todos de meu círculo de amigos e conhecidos contra essa canalhice. Esta é minha opinião.

    2. Se fosse só seu dinheiro blz, mas gastar dinheiro do Estado que ja ta malz nessaporra qdo falta tudo em escola publica? Isso é coisa de parasita da esquerda usando comunidade LGBTonta pra ganhar voto

    3. E dai? Dinheiro público para estimular pedofilia e homossexualismo entre crianças pequenas? Aposto que você é um vagabundo que vota no Santo Merendeiro ou em algum lixo esquerdista, correto?