A propina para os agentes penitenciários

Chefes de facções pagam de R$ 5 mil a R$ 10 mil para agentes penitenciários permitirem a entrada de armas em presídios de Goiás.

A informação foi dada ao UOL pelo presidente do Sindicato dos Policiais Civis do estado, Paulo Sérgio Alves de Araújo.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Agentes penitenciários e policiais corruptos somente em Goiás? Sério?! Isso ocorre há muito tempo e provavelmente em todos os lugares no Brasil. O que deve variar é o valor do “arrego”… é só acompanhar as notícias diárias na imprensa, histórias reais contadas em livros, no cinema e até em novelas!..
    A corrupção é geral.

Ler mais 20 comentários
  1. Agentes penitenciários e policiais corruptos somente em Goiás? Sério?! Isso ocorre há muito tempo e provavelmente em todos os lugares no Brasil. O que deve variar é o valor do “arrego”… é só acompanhar as notícias diárias na imprensa, histórias reais contadas em livros, no cinema e até em novelas!..
    A corrupção é geral.

  2. Quanto custa um Habeas Corpus no Brasil?
    Quanto custa uma muamba despachada pela SRF no Porto de Santos, Rio ou Paranaguá?
    Quanto custa uma vista grossa de um Promotor do MPF?
    Quanto custa uma assinatura de um empréstimo do BNDES?
    Quanto custa uma licitação vencedora numa obra pública?

  3. Ministra Carmem Lúcia,

    É com profunda indignação que, talvez quem sabe, esse desabafo chegue até Vossa Excelência.

    Vi há pouco nos telejornais vossa presença em Goiás para averiguar, conversar e visitar o complexo prisional onde houve uma rebelião e algumas mortes.

    Então, gostaria de saber que dia Vossa Excelência vai também visitar um batalhão da PM do RJ, onde no ano passado mais de 100 PM’s morreram trabalhando ou “só” porque eram PM’s?

    Que dia Vossa Excelência vai visitar um hospital público onde pacientes estão jogados nos corredores e muitos morrem esperando atendimento médico?

    Que dia Vossa Excelência vai visitar uma escola pública ou uma universidade federal onde os alunos estão morrendo intelectualmente?

    Desculpe, mas esses marginais estão lá por

  4. Pagam para agentes penitenciários… São todos? Não é simplificar demais um problema colocando uma classe inteira sob suspeita? Ninguém mais tem acesso aos presídios? Não recebem visita de familiares, advogados etc…?

  5. SÓ VOCES NÃO SABIAM DISSO ?? CORRE MUITA GRANA NOS PRESIDIOS, PARA FACILITAR A ENTRADA DE ARMAS, DROGAS, BEBIDAS, SEGURANÇA CORROMPIDA PELO DINHEIRO FACIL

  6. Só as “autoridades” não sabem que o suborno dos agentes permite a circulação de armas, celulares, drogas, etc, em TODOS OS PRESÍDIOS BRASILEIROS.
    Goiás é só um exemplo.
    Não é por um mísero salário que esses “servidores públicos abnegados” se expõem ao risco óbvio de conviver com bandidos da pior espécie.
    Vale o mesmo para as polícias e explica a inacreditável quantidade de ladrões, homicidas e demais criminosos que atuam sem incômodo algum em todo o Brasil, do Congresso até as favelas, dos ministérios até as periferias de qualquer cidade. Haja cinismo.

  7. Propina não é novidade, como o legislativo e executivo já adota essa variante de remuneração própria há mais de 20 anos deveriam aprovar um projeto de lei oficializando essa modalidade de rendimento. Direitos iguais para todos.

  8. Mas cadê a novidade na notícia. O que disseram não é novidade pra ninguém.
    Num país onde juiz defendem interesses particulares e se vendem, é impossível querer honestidade de um agente penitenciário ou de quem quer que seja.

  9. Agente penitenciários veteranos honestos serão exonerados para novos concursados. Não têm prioridade em função de aprovação em concursos. Para a bandidagem corrupta recorrem a constituição, para manter a segurança retiram os experientes profissionais. Prova de título já.

    1. Hã? “Agentes honestos”? Impossível. Ou é agente, ou é honesto. Acorda. Quem expõe a vida por um salário de fome leva muito por fora. Sempre foi assim, agora piorou.
      Nem pastor prega a “palavra de Deus” de graça.
      Concurso público não garante porr@ nenhuma.