'Questões ideológicas' ficarão fora do Enem, diz ministro da Educação

Telegram

Abraham Weintraub, o ministro da Educação, participou da live de hoje de Jair Bolsonaro no Facebook e disse que “questões ideológicas” ou “muito polêmicas” não terão vez no Enem.

“Foquem mais na técnica de escrever, interpretação de texto, matemática e ciências, conhecimento científico”, sugeriu Weintraub.

O ministro afirmou ainda que o exame vai refletir como deverá ser a educação no país partir de agora, pautada no desenvolvimento de novas habilidades profissionais.

Este professor recomenda: "Fechem o MEC." Leia mais

Bolsonaro aproveitou para dar um exemplo próprio e dizer que foi útil ele ter feito, no passado, um curso técnico em consertos de aparelhos de TV e geladeira.

“Se eu, hoje em dia, fosse exercer essa posição aí fora, poderia estar ganhando muito mais dinheiro do que muita gente com ensino superior.”

Comentários

  • Mineiro -

    Esse ponto é FUNDAMENTAL. Sem carneirinhos da esquerda ou direita a redação e as respostas devem avaliar o conhecimento do candidato e não a sua ideologia. Fim. Parabéns ao Ministro.

  • David -

    Concordo. Mais ciencias, menos mimimi.

  • Mello -

    É importante estudarem política, teorias e formas de poder, isso formará eleitores melhores. Agora, tem que ensinar direito, gurizada nem sabe quem é Locke. Precisamos formar cidadãos completos!

Ler 37 comentários