Rio 102

O número de policiais mortos no Rio de Janeiro em 2017 subiu para 102.

O G1 registra que o cabo Júlio César Silva de Oliveira, de 36 anos, reagiu a uma tentativa de assalto na madrugada, quando estava voltando para casa.

Acabou levando tiros na nuca e nas costas.

6 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. E ainda tem site, jornal e jornalistas, fora o pessoal de esquerda, é claro, que é capaz de fazer um estardalhaço com a morte de bandidos e ignorar solenemente a morte dos policiais. É evidente que em todo lugar tem gente de bem e gente do mal. Mas é necessário frisar: todo apoio aos policiais do Rio de Janeiro e de todo Brasil!

  2. Depois de quase 14 anos do maldito governo corrupto da esquerda, esse país virou uma baderna generalizada.
    Não há mais ordem e nem progresso.
    As autoridades parece que perderam a autoridade.
    Só há criminalidade, corrupção desenfreada e impunidade.
    Regime aberto, semiaberto, prisão domiciliar, tornozeleira eletrônica, audiência de custódia e Súmula vinculante nº 11 do STF só vieram para piorar a situação e aumentar a percepção de impunidade.
    Além do mais, os brasileiros de bem têm o sentimento (ou a certeza) de que há graves problemas nos três poderes da República.
    Essa é a situação da pátria amada Brasil.

    1. Entender “força comunista nacional” , é somente para brasileiros esclarecidos. Parabéns ao comentarista!

  3. O bandido pode ficar tranquilo porque a Anistia Internacional não vai fazer nenhum estardalhaço pela morte do policial. Vida de trabalhador não vale nada pra Anistia Internacional, para eles só importa proteger bandidos