ACESSE

São Paulo sem plástico

Telegram

Bruno Covas sancionou ontem uma lei que proíbe hotéis, restaurantes, bares, padarias e outros estabelecimentos comerciais da cidade de fornecerem produtos de plástico de uso único.

A partir de agora, nada de copos, pratos ou talheres de plásticos descartáveis.

Haverá um período de adaptação dos estabelecimentos — até 1º de janeiro de 2021.

Em caso de descumprimento da nova lei, a penalização pode variar de uma advertência a multa de R$ 8 mil e, em caso de reincidência, até o fechamento.

AS NOVAS SUSPEITAS CONTRA RENAN. Leia aqui

Comentários

  • Marcos -

    Antagonista agora (ou sempre) é PSDB. No governo bate e ironiza... No Doria e turma passa um pano com uma medida babaca dessas

  • Ronaldo -

    Interessante. É mais fácil proibir que educar. O risco é de proliferação de doenças, se os retornáveis não forem higienizados de acordo. A culpa é da tartaruga que foi ao Macdonald e usou canudinho.

  • Werley -

    Pura demagogia política. Porquê ao invés de proibir o uso do plástico, o que é inviável para as industrias no dia de hoje, não investem em educação moral e cívica em colégios. AS ÁRVORES CHORAM1

Ler 128 comentários