STF vai decidir se pais podem optar por não vacinar filhos

STF vai decidir se pais podem optar por não vacinar filhos

O STF vai decidir, com repercussão geral, se pais podem optar por não vacinar seus filhos menores de idade por questões filosóficas, religiosas, morais e existenciais.

O julgamento ainda não tem data prevista, mas seu resultado irá valer para todos os casos semelhantes nas instâncias inferiores.

O caso que será julgado é referente a uma ação civil pública ajuizada pelo MP-SP contra os pais de uma criança, atualmente com cinco anos, a fim de obrigá-los a regularizar a vacinação do seu filho.

Os pais alegaram ter deixado de cumprir o calendário de vacinação por serem adeptos da filosofia vegana e contrários a intervenções médicas “invasivas”.

No início deste mês, conforme publicamos, a Secom da Presidência reproduziu nas redes sociais a fala de Jair Bolsonaro de que “ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina”.

O Antagonista vê nisso mais um caso da chamada teoria da ferradura, em que a estupidez “de direita” e a “de esquerda” estão muito próximas.

Leia mais: Bolsopetismo pró-impunidade: bolsonaristas e petistas juntos contra a proposta de prisão de condenados em segunda instância
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 88 comentários
TOPO