Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Total de favelas mais que dobra em dez anos

Segundo o IBGE, o total de "aglomerados subnormais” (favelas, palafitas, etc.) saltou de 6.329 em 323 municípios para 13.151 em 734 cidades de 2010 a 2019
Total de favelas mais que dobra em dez anos
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Além do aumento na insegurança alimentar, o número de favelas no Brasil mais que dobrou nos últimos dez anos. Segundo estimativa do IBGE, reproduzida pela Folha, o total de “aglomerados subnormais” (favelas, palafitas, etc.) saltou de 6.329 em 323 municípios para 13.151 em 734 cidades de 2010 a 2019.

“Caracterizadas por padrão urbanístico irregular e falta de saneamento básico, as moradias nessas condições aumentaram de 3,2 milhões para 5,1 milhões no período”, diz o jornal. Os dados de 2010 são do Censo e os de 2019 foram estimados pelo próprio IBGE para subsidiar a operação do próximo Censo, em 2022, e distribuir o trabalho aos recenseadores.

“Segundo essas projeções, um de cada quatro desses domicílios precários fica nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro; mas a proporção é bem maior em capitais como Belém (55,5% do total de residências), Manaus (53%) e Salvador (42%).”

A favelização brasileira cresceu apesar dos programas de financiamento de moradia popular, como o Minha Casa Minha Vida (MCMV), que construiu 5 milhões de casas entre 2009 e 2018, consumindo R$ 230 bilhões em subsídios diretos e recursos do FGTS.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO