ACESSE

Você aceitaria ser contaminado com o vírus da Covid-19?

Telegram

Você deixaria que pesquisadores o contaminassem com o vírus da Covid-19, para apressar os testes com uma vacina? Funcionaria da seguinte forma: eles lhe aplicariam um placebo ou a vacina a ser testada (você, obviamente, não saberia o que lhe deram) e depois injetariam o vírus. Se tudo der certo, quem tomou a vacina estará imunizado — e quem tomou apenas o placebo terá de torcer para ter, no máximo, uma “gripezinha”.

É o “desafio humano”. Visto com reservas pela comunidade científica, por suas implicações antiéticas, o desafio é a bandeira da organização americana 1DaySooner, criada em abril, e já recebeu o apoio de 150 premiados com o Nobel.

O argumento é que a aplicação proposital do vírus em voluntários encurtaria muito o tempo de testes de uma vacina  e, consequentemente, da sua produção em massa. O “desafio humano” evitaria, assim, a infecção e a morte de milhares de pessoas.

A 1DaySooner diz que 32 mil voluntários de 140 países afirmaram estar dispostos a ser inoculados com o vírus. De acordo com o Estadão, 9 mil deles são brasileiros, número menor apenas do que os 15 mil americanos.

E então, você toparia o desafio?

Leia mais: Exclusivo: O 'blog' do Aras

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 126 comentários