salvar

Delator diz que empreiteira pagou 1,8 milhão de reais a atual coordenador do Ministério da Saúde

Na Crusoé, Fabio Leite noticia que um ex-gerente da Camargo Corrêa disse ao Ministério Público de São Paulo, em delação premiada, que a empreiteira pagou propina de 1,8 milhão de reais ao médico Flávio Vormittag, ex-superintendente da Furp, fundação que controla a fábrica de remédios do governo paulista, e atual coordenador-geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde...

Ver mais