Todas as notícias sobre: Dias Toffoli

salvar

O inquérito do fim do mundo é mesmo o fim do mundo

Na sua última edição, a Crusoé publicou uma reportagem de Rodrigo Rangel e Luiz Vassallo que mostra como o inquérito do fim do mundo foi usado para que o STF obtivesse informações sobre como ministro da corte apareciam nas investigações da Lava Jato:

"Documentos sigilosos do inquérito mostram que, logo após vir a público o documento em que Marcelo Odebrecht dizia ser Dias Toffoli o 'amigo do amigo de meu pai', os encarregados do inquérito, por ordem de Alexandre, iniciaram uma corrida. Queriam descobrir o que mais tinha sobre Toffoli no material em poder da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, que havia tido acesso a e-mails até então inéditos trocados por executivos da Odebrecht. A medida, ao menos em tese, não guardava relação com o objetivo do inquérito, que nas palavras do próprio Toffoli, na portaria que o instaurou, deveria apurar fatos e infrações relacionadas a 'notícias fraudulentas (fake news), denunciações caluniosas, ameaças e infrações revestidas de animus calumniandi, diffamandi e injuriandi, que atingem a honorabilidade e a segurança do Supremo Tribunal Federal, de seus membros e familiares'...

Ver mais