Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Últimas notícias: Faculdade

Ira para página 2: https://www.oantagonista.com/sociedade/pagina/2/
Carregar mais noticias

A reação da CPI da Covid à mentira de Bolsonaro sobre vacinas e Aids

No início da última sessão da CPI da Covid, suspensa há pouco, a maioria dos senadores, como noticiamos, aprovou dois requerimentos apresentados após a declaração mentirosa de Jair Bolsonaro, que, na última quinta-feira, em uma live, associou a vacina contra a Covid à Aids. Somente o governista Jorginho Mello (PL) se posicionou contra os requerimentos, de autoria dos senadores Alessandro Vieira (Cidadania) e Randolfe Rodrigues (Rede)...    

Ver mais

Urgente: após pedido de Vieira, Renan inclui senador Heinze na lista de possíveis indiciados

O senador Renan Calheiros (MDB), relator da CPI da Covid, acaba de anunciar, na última sessão da CPI da Covid, que vai incluir o colega Luis Carlos Heinze (foto), do PP do Rio Grande do Sul, na lista de possíveis indiciados. O anúncio foi feito após o senador Alessandro Vieira (Cidadania) interromper a leitura do relatório em paralelo de Heinze, que defendia pela enésima vez o inexistente "tratamento precoce" contra a Covid...

Ver mais
Leia as últimas notícias
Leia todas as publicações em despertador do Diogo

André Esteves não precisa mais ajoelhar-se

Um dos homens mais ricos do país, o banqueiro André Esteves (foto), dono do BTG Pactual, foi tema de uma reportagem da Crusoé, publicada há três anos, em 5 de outubro de 2018. O título da reportagem é "O banqueiro de Lula". O tema era a delação que o Antonio Palocci havia firmado com a Polícia Federal, mais especificamente a parte em que Palocci falava da relação entre o PT e o seu chefão e o banqueiro. Dizia a reportagem, que está aberta para não assinantes: "Se os trechos conhecidos da delação provocaram a ira dos petistas, os que ainda estão protegidos por sigilo têm potencial para provocar uma reação ainda mais virulenta. Em um deles, Palocci diz que Lula tinha um banqueiro para chamar de seu...

Ver mais
Leia mais opiniões

A reação da CPI da Covid à mentira de Bolsonaro sobre vacinas e Aids

No início da última sessão da CPI da Covid, suspensa há pouco, a maioria dos senadores, como noticiamos, aprovou dois requerimentos apresentados após a declaração mentirosa de Jair Bolsonaro, que, na última quinta-feira, em uma live, associou a vacina contra a Covid à Aids. Somente o governista Jorginho Mello (PL) se posicionou contra os requerimentos, de autoria dos senadores Alessandro Vieira (Cidadania) e Randolfe Rodrigues (Rede)...    

Ver mais
Leia as últimas notícias
Leia mais notícias sobre Covid-19

Tarcísio diz que chance de greve é 'nula' e irrita caminhoneiros; assista

Um vídeo no qual o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, não leva a sério a greve dos caminhoneiros convocada para a partir da próxima segunda-feira (1ª) irritou ainda mais parte da categoria. A gravação, feita em um evento do setor de infraestrutura na última semana, circula entre os caminhoneiros desde ontem. Na ocasião, Tarcísio disse, por exemplo, que a chance de a paralisação se concretizar é "zero, nenhuma, não vai ter"...

Ver mais
Assista a mais vídeos
Na Tudo Sobre, você encontrará informações sobre as mais diversas personalidades do cenário político brasileiro. Jair Bolsonaro e seu clã, Sergio Moro, Lula e outras figuras importantes terão suas histórias contadas nessa seção informativa do O Antagonista.
Mais lidas

O Brasil sofre de imunodeficiência

Temos um presidente da República que, depois de sabotar de todas as formas o combate à pandemia no seu momento mais crítico, agora se dedica a vilanizar ainda mais as vacinas contra a Covid. Não apenas dizendo que não vai se vacinar, como afirmando numa das suas lives que os imunizantes podem acelerar o desenvolvimento da Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (Aids), uma mentira não menos do que monstruosa. Temos também um presidente do Banco Central que pergunta a banqueiro qual deveria ser o piso da taxa básica de juros, como revelou um áudio vazdo no domingo. Como se o banqueiro não pudesse fazer uso dessa, digamos, questão privilegiada, para mandar os seus operadores anteciparem posições no mercado de juros futuros, ações e câmbio. Nada disso é normal: nem presidente da República que usa fake news para desestimular vacinação, nem presidente do Banco Central que faz esse tipo de consulta a banqueiro. No primeiro caso, o fato grave deveria ensejar a abertura de processo de impeachment, porque o crime de responsabilidade é tão claro, tão material, que parece desenhado em impressora 3D. Sabotar medidas de saúde pública é uma ameaça à segurança interna do país. O fato grave, enfatize-se, não é isolado. Vem no rastro de uma série de outras palavras e atos criminosos que deveriam já tê-lo tirado do Palácio do Planalto, de preferência em um camburão. No segundo caso, o presidente do Banco Central deveria ser imediatamente afastado do cargo e uma investigação deveria ser aberta, para averiguar o grau de envolvimento dele com o banqueiro que se jactou a investidores de ter sido ouvido pela autoridade monetária. Aliás, fôssemos um país sério, o banqueiro também deveria ser investigado. É intrigante -- ou nem tanto -- que a esmagadora maioria da imprensa, praticamente toda, tenha ignorado o episódio espantoso. Não é fake news: o Brasil sofre de imunodeficiência histórica quando o assunto é lei e princípio de moralidade na administração pública. Contra essa doença nacional, não há vacina ou cura, infelizmente.

Ver mais

Tarcísio diz que chance de greve é 'nula' e irrita caminhoneiros; assista

Um vídeo do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, não levando a sério a greve dos caminhoneiros convocada para a partir da próxima segunda-feira (1ª) irritou ainda mais parte da categoria. A gravação, feita em um evento do setor de infraestrutura na última semana, circula entre os caminhoneiros desde ontem. Nela, Tarcísio diz, por exemplo, que a chance de a paralisação se concretizar é "zero, nenhuma, não vai ter"...

Ver mais

A reação da CPI da Covid à mentira de Bolsonaro sobre vacinas e Aids

No início da última sessão da CPI da Covid, suspensa há pouco, a maioria dos senadores, como noticiamos, aprovou dois requerimentos apresentados após a declaração mentirosa de Jair Bolsonaro, que, na última quinta-feira, em uma live, associou a vacina contra a Covid à Aids. Somente o governista Jorginho Mello (PL) se posicionou contra os requerimentos, de autoria dos senadores Alessandro Vieira (Cidadania) e Randolfe Rodrigues (Rede)...    

Ver mais
TOPO
×
Oferecimento....