salvar

Aberto há mais de um ano, o inquérito sigiloso do STF precisa ter data para terminar

Ontem, em entrevista à GloboNews, o ministro Gilmar Mendes disse que o Supremo deverá analisar no plenário a ação contra o inquérito sigiloso e inconstitucional aberto por Dias Toffoli e conduzido por Alexandre de Moraes, para investigar a divulgação de fake news e ataques ao tribunal. Gilmar disse, ao abri-lo, Toffoli apenas reinterpretou um artigo do regimento interno do STF, que permite ao seu presidente apurar ameaças que ocorrem na sede da corte. Uma jabuticaba evidente...

Ver mais