salvar

Luís Roberto Barroso: o sequestro da narrativa

Luís Roberto Barroso, na Crusoé:

"A corrupção nos atrasa na história, com suas consequências desastrosas, que incluem: fraudes em licitações; superfaturamento de contratos; propinas em empréstimos e financiamentos públicos; propinas em desonerações e isenções tributárias; achaques em CPIs; e emendas orçamentárias parlamentares cujos recursos não chegam ao seu destino. Tão ruim quanto o país feio e desonesto que resulta dessa fotografia é o conjunto de decisões equivocadas que são tomadas pelos motivos errados. É aí que se materializam as obras inúteis e as aquisições desnecessárias. Tudo provado, documentado, confessado..."

Ver mais
salvar

Deltan Dallagnol: perseverança contra a corrupção

Deltan Dallagnol, na Crusoé:

"A impunidade é o ponto de equilíbrio da grande corrupção política que domina o Brasil. A Lava Jato desnudou o capitalismo de compadrio brasileiro. Grupos de empresários e políticos se tornaram sócios para roubar a sociedade. Ninguém se associaria para roubar e ir para a cadeia, ainda mais quando as regras que abrem e fecham as portas das cadeias estão em suas mãos. Por isso, a impunidade dos colarinhos brancos é tão sistêmica quanto a corrupção..."

Ver mais