Últimas notícias: João Doria

João Agripino da Costa Doria Junior (PSDB) é empresário, jornalista, publicitário e atual político brasileiro. Ex-prefeito de São Paulo, João Doria é o atual governador do Estado. Nesta página você encontrará as últimas notícias sobre o mandado de João Doria e suas movimentações no atual governo. 

Em 2016, o político foi eleito prefeito ao vencer Fernando Haddad por 53,29% dos votos. Em 2018, João Doria licenciou seu cargo de prefeito e se candidatou como governador, ganhando com 31,77% dos votos válidos.

João Doria fora da política

Antes de ser prefeito, João Doria foi secretário municipal de turismo e presidente da EMBRATUR. Fora do campo político, o mesmo fundou o grupo de líderes empresariais (Lide) e passou uma temporada como apresentador e entrevistador na TV.

Doria foi eleito, em 2012, pela revista Istoé, como uma das cem personalidades mais influentes e um dos líderes com melhor reputação, em 2014, segundo a revista Exame. Além disso, João Doria é autor de dois livros lançados pela editora Gente – “Sucesso com Estilo” e “Lições para vencer – do Sonho à Conquista”.

Ira para página 2: https://www.oantagonista.com/brasil/pagina/2/

Wajngarten é um mentiroso, mas a mentira na CPI pode ser mais ampla

O ex-chefe da Secom, Fabio Wajngarten é um mentiroso, como demonstra o seu depoimento na CPI da Covid. Mentiu quando disse que não havia afirmado em entrevista ao jornalista Policarpo Jr. que ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello pecava por incompetência. Mentiu quando disse que a Secom fez a publicidade correta sobre os protocolos sanitários necessários para combater o vírus. Mentiu quando afirmou que Jair Bolsonaro não foi suficientemente informado sobre a gravidade da pandemia...

Ver mais
Leia as últimas notícias
Leia as últimas notícias
Leia mais notícias sobre Covid-19
Assista a mais vídeos
Na Tudo Sobre, você encontrará informações sobre as mais diversas personalidades do cenário político brasileiro. Jair Bolsonaro e seu clã, Sergio Moro, Lula e outras figuras importantes terão suas histórias contadas nessa seção informativa do O Antagonista.

Wajngarten é um mentiroso, mas a mentira na CPI pode ser mais ampla

O ex-chefe da Secom, Fabio Wajngarten é um mentiroso, como demonstra o seu depoimento na CPI da Covid. Mentiu quando disse que não havia afirmado em entrevista ao jornalista Policarpo Jr. que ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello pecava por incompetência. Mentiu quando disse que a Secom fez a publicidade correta sobre os protocolos sanitários necessários para combater o vírus. Mentiu quando afirmou que Jair Bolsonaro não foi suficientemente informado sobre a gravidade da pandemia...

Ver mais

Também não vai ter golpe na França, bobocas

Os bolsonaristas estão ouriçados porque uma publicação da extrema-direita francesa, a Valeurs Actuelles, publicou ontem um manifesto apócrifo, de autoria creditada a militares da ativa, que já havia recolhido hoje 90 mil assinaturas. O manifesto ataca as "concessões feitas" pelo governo "no nosso solo". "Afeganistão, Mali, República Centro-Africana ou em outros lugares, um certo número entre nós conheceram o fogo inimigo. Alguns deixaram lá camaradas...

Ver mais

Até quando o Brasil será o país do até quando?

Houve uma época em que jornais e revistas se perguntavam, a propósito de escândalos protagonizados pelo governo, até quando o país aguentaria um estado de coisas que seria intolerável em latitudes mais civilizadas. Com o impeachment de Dilma Rousseff e a Lava Jato, fortemente impulsionados por manifestações de cidadãos indignados, a questão parecia ter sido respondida: até aquele momento. A partir dali, tudo teria de ser diferente no Brasil...  

Ver mais

Com decreto, Bolsonaro dará prova definitiva à CPI da Covid

O tigre de papel que ocupa a Presidência da República garganteou por dias que já teria sobre a mesa um decreto contra medidas restritivas para atropelar governadores e prefeitos. Disse que o texto deveria ser cumprido à risca, pois replicaria o artigo 5º da Constituição. Em coro, o ministro da Defesa, Braga Netto, ao celebrar a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial afirmou que "a cobra fumou e, se necessário, fumará novamente"...

Ver mais
Assista a mais opiniões
TOPO