salvar

Em resposta aos suspeitos de sempre, magistrados apoiam Ives Gandra Filho

O ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho, ex-presidente do TST, disse na semana passada o óbvio: que "não é a reforma (das leis trabalhistas) que está gerando insegurança, são os juízes que não querem aplicá-la”.

Ele afirmou ainda que a recusa desses juízes poderia causar um "suicídio institucional" da Justiça do Trabalho e elogiou a queda acentuada de ações trabalhistas que entopem os tribunais, graças à modernização da CLT.

Foi o bastante para que os suspeitos de sempre começassem a bater tambor e declarassem Ives Gandra Filho "persona non grata à magistratura trabalhista brasileira", por meio de um abaixo-assinado de "juristas" -- que inclui advogados, estudante de Direito, comerciário e até uma terapeuta holística...

Ver mais