salvar

“As inquisições contra as mulheres continuam, embora travestidas de outras formas”

A pastora luterana Luzmarina Campos Garcia fez uma leitura da Bíblia à luz do referencial teórico dos estudos de gênero, ao se posicionar a favor da descriminalização do aborto até a 12ª semana de gravidez na audiência pública realizada hoje no STF sobre o tema, registra a Folha.

“As inquisições contra as mulheres continuam, embora travestidas de outras formas”, disse ela, sustentando que religiões são...

Ver mais