Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Últimas notícias: O Antagonista

IMAGEM: Pequena observação sobre o editorial de O Globo

Pequena observação sobre o editorial de O Globo

IMAGEM: Somos uma nação de gente estúpida

Somos uma nação de gente estúpida

IMAGEM: O desafio de Sergio Moro

O desafio de Sergio Moro

IMAGEM: O império dos salteadores

O império dos salteadores

IMAGEM: A coragem de Antonio Risério sobre o Brasil

A coragem de Antonio Risério sobre o Brasil

Ira para página 2: https://www.oantagonista.com/opiniao/pagina/2/
Carregar mais noticias

As exigências de Guedes para aceitar o auxílio fura-teto

Paulo Guedes (foto) e os secretários do Ministério da Economiatopam furar o teto de gastos para garantir o Auxílio Brasil de R$ 400 com o cumprimento de algumas exigências. A primeira delas é que o gasto extraordinário de R$ 30 bilhões e o número de beneficiários estejam explícitos na Constituição. Os técnicos da pasta dizem que não querem ser acusados de pedalar responder nos tribunais por eventuais irresponsabilidades fiscais...

Ver mais

A vitória das taturanas

Ontem, escrevi que o Brasil é uma nação de gente estúpida, e outro fato exemplar disso é termos Arthur Lira (foto) como presidente da Câmara. Ele não deveria ter sido eleito deputado federal, ou para qualquer outro cargo político, desde que a Operação Taturana, deflagrada em 2007, desmontou um esquema criminoso na Assembleia Legislativa de Alagoas, que desviou mais de 200 milhões de reais da folha de pagamentos da casa. Em 2008, Arthur Lira foi preso e a Polícia Federal o classificou como "um político sem limites para usurpar dinheiro público". Tudo mentira, claro, porque o homem é de uma inocência imaculada. Dois anos depois, como somos uma nação de idiotas, ele foi eleito deputado federal...

Ver mais
Leia as últimas notícias
Leia todas as publicações em despertador do Diogo

A vitória das taturanas

Ontem, escrevi que o Brasil é uma nação de gente estúpida, e outro fato exemplar disso é termos Arthur Lira (foto) como presidente da Câmara. Ele não deveria ter sido eleito deputado federal, ou para qualquer outro cargo político, desde que a Operação Taturana, deflagrada em 2007, desmontou um esquema criminoso na Assembleia Legislativa de Alagoas, que desviou mais de 200 milhões de reais da folha de pagamentos da casa. Em 2008, Arthur Lira foi preso e a Polícia Federal o classificou como "um político sem limites para usurpar dinheiro público". Tudo mentira, claro, porque o homem é de uma inocência imaculada. Dois anos depois, como somos uma nação de idiotas, ele foi eleito deputado federal...

Ver mais

Somos uma nação de gente estúpida

Uma pesquisa telefônica do Centro Integrado de Pesquisa e Comunicação (Cipec), feita na semana passada, perguntou aos entrevistados quem era o mais honesto: se Lula, Jair Bolsonaro ou Sergio Moro (foto). Quase 50% dos entrevistados(49,4%) responderam que era Lula; 26,4% disseram que era Jair Bolsonaro; 24,2% afirmaram que era Sergio Moro. Uma pesquisa divulgada dias antes pela Qaest chegou ao mesmo ranqueamento, ao indagar quem era o melhor candidato para combater a corrupção...

Ver mais
Leia mais opiniões
Leia as últimas notícias
Leia mais notícias sobre Covid-19
Assista a mais vídeos
Na Tudo Sobre, você encontrará informações sobre as mais diversas personalidades do cenário político brasileiro. Jair Bolsonaro e seu clã, Sergio Moro, Lula e outras figuras importantes terão suas histórias contadas nessa seção informativa do O Antagonista.
Mais lidas

As exigências de Guedes para aceitar o auxílio fura-teto

Paulo Guedes (foto) e os secretários do Ministério da Economiatopam furar o teto de gastos para garantir o Auxílio Brasil de R$ 400 com o cumprimento de algumas exigências. A primeira delas é que o gasto extraordinário de R$ 30 bilhões e o número de beneficiários estejam explícitos na Constituição. Os técnicos da pasta dizem que não querem ser acusados de pedalar responder nos tribunais por eventuais irresponsabilidades fiscais...

Ver mais

A vitória das taturanas

Ontem, escrevi que o Brasil é uma nação de gente estúpida, e outro fato exemplar disso é termos Arthur Lira (foto) como presidente da Câmara. Ele não deveria ter sido eleito deputado federal, ou para qualquer outro cargo político, desde que a Operação Taturana, deflagrada em 2007, desmontou um esquema criminoso na Assembleia Legislativa de Alagoas, que desviou mais de 200 milhões de reais da folha de pagamentos da casa. Em 2008, Arthur Lira foi preso e a Polícia Federal o classificou como "um político sem limites para usurpar dinheiro público". Tudo mentira, claro, porque o homem é de uma inocência imaculada. Dois anos depois, como somos uma nação de idiotas, ele foi eleito deputado federal...

Ver mais
TOPO
×
Oferecimento....