salvar

Instituto suspeito que opera no Rio de Witzel tem contratos milionários em São Paulo

Na reportagem de capa da edição desta semana da Crusoé, Fabio Leite relata que outros governadores estão sendo investigados pela PGR, por contratações relacionadas ao combate à Covid-19, e que o instituto suspeito que opera no Rio tem contratos milionários em São Paulo.

Além de Witzel, os procuradores investigam Wilson Lima, governador do Amazonas, e Helder Barbalho, do Pará, por suspeitas de fraudes e superfaturamento na compra de respiradores. Mas há mais: de acordo com a reportagem da Crusoé, a apuração sobre os contratos emergenciais do Iabas, o instituto que está no centro da Operação Placebo que atingiu Wilson Witzel, "pode abrir uma nova frente em São Paulo...

Ver mais