salvar

O proselitismo anti-Bolsonaro do relator contrário a condenar Bolsonaro

Apesar de ter defendido a imunidade parlamentar de Jair Bolsonaro ao votar pela improcedência do pedido de reparação por danos morais em razão de declaração sobre quilombolas, o desembargador federal Marcelo Pereira da Silva aproveitou a decisão da 8ª Turma do TRF-2 para fazer proselitismo político em desfavor do presidenciável do PSL, de seus eleitores e de suas propostas de governo, indo além, portanto, dos aspectos presentes no caso:

“Ora, se uma parcela considerável do eleitorado brasileiro se deixa...

Ver mais