Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Quem é Rogério Caboclo?

Saiba tudo sobre o presidente da CBF, afastado por causa de uma acusação de assédio sexual feita por uma funcionária da entidade
Quem é Rogério Caboclo?
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Em meio à polêmica envolvendo a realização da Copa América no Brasil, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, foi afastado neste domingo (6).

Ele é acusado de ter assediado uma funcionária da entidade e de tentar comprar o seu silêncio quando o caso veio à tona.

Saiba tudo sobre Rogério Caboclo:

Carreira

Nascido em 1973, Rogério Caboclo começou sua trajetória no futebol aos 26 anos, quando passou a integrar o conselho deliberativo do São Paulo Futebol Clube. Em 2000, assumiu como diretor-executivo e financeiro do clube.

Em 2002, Caboclo deixou o SPFC e ingressou na política da Federação Paulista de Futebol. Lá, ele comandou as áreas administrativa e financeira. Na época, a entidade era presidida por Marco Polo Del Nero, de quem Caboclo se tornou homem de confiança. O dirigente chegou a ser vice-presidente da entidade.

Em 2014, Caboclo atuou como diretor de Relações Institucionais do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo do Brasil.

Marco Polo Del Nero assumiu a presidência da CBF em 2015 e levou Caboclo para a entidade. Ele atuou como diretor financeiro e diretor-executivo.

Pouco tempo depois, Del Nero passou a ser investigado por suspeita de envolvimento em esquemas de recebimento de propina, para beneficiar empresas de mídia e de marketing em torneios de futebol, como as Copas América, Libertadores e do Brasil.

Del Nero foi suspenso pela Fifa em 2017 e banido do futebol em 2018. Depois de um mandato tampão de Coronel Nunes, Caboclo foi eleito presidente da CBF e assumiu o cargo em abril de 2019.

Copa América

Diante da resistência de Colômbia e Argentina, as sedes originais da Copa América, a Conmebol chegou a cogitar o cancelamento do torneio. O evento foi então transferido para o Brasil, com anuência de Jair Bolsonaro.

De imediato, vários estados afirmaram que não tinham condições de realizar os jogos. Com isso, as sedes escolhidas foram Rio de Janeiro, Cuiabá, Goiânia e Brasília.

Alguns jogadores da seleção que atuam na Europa cogitaram boicotar o evento. A postura do técnico Tite, que se posiciona ao lado dos atletas, vinha desagradando à CBF.

De acordo com o canal Sportv, Caboclo prometeu ao governo federal que a seleção teria um novo técnico após o jogo contra o Paraguai. Renato Gaúcho foi cogitado para assumir o cargo de Tite.

Denúncia de assédio

Uma denúncia formal de assédio sexual contra Rogério Caboclo foi enviada na última sexta-feira (4) à Comissão de Ética da CBF e a Diretoria de Governança e Conformidade. A acusação foi feita por uma funcionária que trabalha havia cerca de nove anos na entidade.

A defesa afirma que tem provas dos fatos narrados e pede que o dirigente seja investigado.

Em conversas gravadas pela vítima, Caboclo faz perguntas íntimas sobre a vida sexual dela, que fica desconfortável.

O presidente da CBF tentou comprar o silêncio da funcionária por R$ 12 milhões. A funcionária recusou a proposta.

Com o afastamento, Coronel Nunes voltou a assumir a presidência da entidade.

Histórico:

1973 – Nasce Rogério Caboclo, em São Paulo.

1999 – Caboclo passa a integrar o conselho deliberativo do São Paulo FC.

2000 – Ele se torna diretor financeiro do São Paulo FC.

2002 – Passa a integrar a Federação Paulista de Futebol.

2014 – Caboclo ingressa no Comitê Organizador Local da Copa de 2014.

2015 – O dirigente ingressa na CBF, na gestão de Marco Polo del Nero.

2018 – É eleito para presidir a CBF.

2021- O dirigente é afastado após denúncia de assédio sexual.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO