Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Saiba tudo o que disse Marconny Faria à CPI

O depoente negou ter atuado como lobista da Precisa Medicamentos e admitiu que tem uma relação de amizade com Jair Renan, filho do presidente
Saiba tudo o que disse Marconny Faria à CPI
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Marconny Faria, apontado como lobista da Precisa Medicamentos, prestou depoimento à CPI da Covid nesta quarta-feira (15). Há duas semanas, ele deixou de comparecer à comissão na data marcada alegando que estava com dores pélvicas.

O depoente negou que seja lobista e que tenha atuado em negociações por vacinas. Ele disse que foi contratado pela Precisa para prestar “assessoramento político” na negociação de testes de Covid.

Marconny admitiu que tem relações com Jair Renan Bolsonaro e com a ex-mulher do presidente Ana Cristina Valle.

O depoente foi ameaçado de prisão e passou à condição de investigado pela CPI.

Lobista da Precisa

  •  Marconny Faria negou que seja um lobista e disse que seria “péssimo” na função. Ele afirmou que foi contratado pela Precisa Medicamentos para prestar “consultoria política” , para garantir a venda de testes de Covid à pasta. O depoente se recusou a dar detalhes sobre sua atuação, que os senadores chamaram de tráfico de influência formalizado”.
  • Marconny afirmou que sua contratação ocorreu por 30 dias via Whatsapp. Em um primeiro momento, disse que conversou com “vários parlamentares” no período. Depois, recuou da declaração.
  • Ele admitiu que conhece o dono da Precisa, Francisco Maximiano, e o diretor Danilo Trento.
  • O depoente afirmou que recebeu da diretoria técnica da empresa uma espécie de passo a passo existente no Ministério da Saúde para fraudar licitações. Apesar disso, negou qualquer envolvimento com irregularidades.

Senador que iria “destravar nó”

  • Os integrantes da CPI da Covid confrontaram Marconny Faria com uma mensagem de Whatsapp em que ele menciona “um senador” que poderia ajudar a “desatar um nó” na negociação com o Ministério da Saúde. A mensagem é parte de uma conversa com Ricardo Santana, ex-servidor da Anvisa que participou do jantar com Luiz Paulo Dominguetti e Roberto Dias. O depoente disse que “não lembrava” quem era o senador.

Jair Renan

Ana Cristina Valle

  • Marconny também confirmou sua relação com Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro e mãe de Jair Renan.
  • Os senadores questionaram o depoente sobre a atuação dela para indicar nomes para cargos no governo. Segundo Randolfe, Marconny encaminhava currículos a Ana Cristina, que em seguida levava as indicações a diante.
  • A CPI aprovou a convocação da ex-mulher do presidente

Churrasco de Karina Kufa

  • Marconny Faria admitiu que participou de um churrasco na casa da advogada de Jair Bolsonaro Karina Kufa, em maio do ano passado.
  • O depoente, no entanto, disse não saber quem eram os outros pessoas presentes, ainda que tenham sido apenas cinco.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO