Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Saiba tudo o que disse Marcos Tolentino à CPI

O advogado negou que seja sócio da FIB Bank e não conseguiu explicar as procurações que tem em nome de uma das proprietárias da empresa
Saiba tudo o que disse Marcos Tolentino à CPI
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O advogado Marcos Tolentino prestou depoimento nesta terça-feira (14) à CPI da Covid. Ele é apontado como sócio da FIB Bank, empresa fiadora do contrato entre o Ministério da Saúde e a Precisa Medicamentos para a compra da Covaxin.

O patrimônio declarado da FIB Bank, de R$ 7,5 bilhões, tem origem em propriedades das empresas MB Guassu e Pico do Juazeiro. Segundo os senadores, os terrenos não existem.

Tolentino negou ser proprietário da FIB Bank, mas se atrapalhou ao tentar explicar as procurações que tem em nome de empresas de um dos sócios, Ricardo Benetti.

O depoente admitiu que é amigo de Ricardo Barros, disse que tem apenas uma relação profissional com o dono da Precisa, Francisco Maximiano, e recorreu ao silêncio pelo menos 30 vezes durante o dia.

Dono da FIB Bank

Garantia para compra da Covaxin

Precisa Medicamentos

  • Marcos Tolentino afirmou que tinha uma relação profissional com o dono da Precisa Medicamentos, Francisco Maximiano, e com o diretor da empresa Danilo Trento.
  • O depoente afirmou que conheceu os dois há cerca de seis anos.
  • Tolentino disse que se encontrou “pouquíssimas vezes” com eles.
  • Sem dar detalhes, o advogado afirmou que Trento “trazia negócios” para seu escritório de advocacia.

Ricardo Barros

Jair Bolsonaro

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO