A SEMANA EM 5 PONTOS: Previdência, decreto das armas e a ressurreição do abuso de autoridade

Confira os principais destaques da semana, que, apesar do feriado na quinta-feira, será bastante agitada em Brasília (assista ao vídeo abaixo):

1) A semana começa com Joaquim Levy fora do BNDES.

A demissão, antecipada por O Antagonista e confirmada ontem, foi um conselho do economista Armínio Fraga, amigo de Levy, depois que Jair Bolsnaro disse que a cabeça do então presidente do banco de desenvolvimento estava a prêmio em razão da nomeação como diretor de Marcos Pinto, que trabalhou para o governo do PT.

Esse, na verdade, foi apenas o estopim. Bolsonaro já não estaria satisfeito com Levy em razão da não abertura da caixa-preta dos contratos petistas no BNDES, como insiste o presidente, entre outros motivos.

Vamos acompanhar para saber quem substituirá Levy e como ficará a situação do BNDES no governo.

2) Após a leitura do relatório de Samuel Moreira, na semana passada, vai começar amanhã, terça-feira, na comissão especial da reforma da Previdência, a discussão em torno do voto do relator.

Há mais de 100 deputados inscritos para falar durante as sessões do colegiado.

O texto apresentado por Samuel foi finalizado depois de um consenso entre a maioria dos líderes partidários, que prometem avançar com a tramitação da reforma, apesar das duras críticas de Paulo Guedes. Rodrigo Maia espera a aprovação da proposta, no plenário da Câmara, antes do recesso parlamentar.

3) Também amanhã deverá ser analisado no plenário do Senado o parecer da CCJ pela derrubada do decreto que flexibiliza o porte de armas no Brasil.

A matéria ainda terá de ser analisada na Câmara.

A tendência é que, a despeito dos pedidos de Jair Bolsonaro para que senadores sejam pressionados a manter o decreto, a decisão da CCJ seja confirmada e as mudanças, já em vigor, percam eficácia.

4) Na quarta-feira, Sergio Moro, ministro da Justiça, vai à CCJ do Senado para prestar esclarecimentos sobre as mensagens roubadas envolvendo ele e integrantes da força-tarefa da Lava Jato.

Na próxima semana, Moro vai à CCJ da Câmara com o mesmo objetivo.

5) E ainda no Senado, amanhã, também na CCJ, deve ser votado o relatório do senador Rodrigo Pacheco (DEM) sobre o projeto das 10 medidas de combate à corrupção, que inclui o polêmico ponto sobre o abuso de autoridade. Se aprovado, a proposta poderá seguir para o plenário no mesmo dia.

O projeto estava parado e saiu da gaveta depois do vazamento das conversas envolvendo a Lava Jato, e após uma reunião entre Davi Alcolumbre e parte dos líderes no Senado.

O relator disse a O Antagonista que se trata apenas de uma coincidência e que o projeto já estava previsto para ser votado antes do recesso.

Acompanharemos tudo isso de perto.

Bom dia e uma boa semana.

Ana Paula Henkel: "Na política não há santos, salvadores, ungidos ou semideuses." CONFIRA

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler comentários
  1. R.A.F disse:

    03RpbW8sIGVzc2UgYW5vIHNhaXLhIGEgbGlzdGEgZG9zIGVueG90YWRvcyBkYSBwb2ztdGljYSBlbSAyMDIyLiBTZSB0aXJhciBmb3RvIGFwb2lhbmRvIHByZWZlaXRvIGUgdmVyZWFkb3IgZGEgImJhc2UiIHbjbyBtYXRhciBhcyBjYW5kaWRhdHVyYXMgZGVsZXMu

  2. FJunior disse:

    RSBvIHNob3UgZG8gcGF2YW0/IHZhbW9zLCBBbnRhZ29uaXN0YXMuLi4gbmVtIHVtYSBub3RhPw==

  3. Luciano disse:

    TyBzZW1hbmEgbGluZGEgLCBmb3JhIEFudGktQ3Jpc3RvIEd1ZWRlcyBjdW1wcmEgc3VhIHBhbGF2cmEgZSBwZWd1ZSBzZXUgdm91IE1BTERJVE8uc2UgZm9yIGhvbWVt

    1. TyBNdWxhIOkgbyBwcm9mZXNzb3IgZGUgQ3Jpc3RvIG7pLCBmdWxlaXJvLi4udmFpIGRvcm1pciBib2Ljby4g

  4. Silvia disse:

    TmEgbWluaGEgb3BpbmnjbywgbyBhYnVzbyBkZSBhdXRvcmlkYWRlIGNvbWV0aWRvIHBlbG8gQ29uZ3Jlc3NvIERvIEJyYXNpbCwgcmVjaHVzYW5kby1zZSBhIHZvdGFyIG8gcXVlIOkgaW1wb3J0YW50ZSBwYXJhIG8gZnV0dXJvIGRvIHBh7XMg6SBvIHF1ZSB0ZW0gcXVlIHNlciBwdW5pZG8gbm8gcG9kZXIgZG8gdm90by4gQWNvcmRhIEVsZWl0bw==

  5. Ribeiro disse:

    TyBxdWUgbyBwb3ZvIHF1ZXIg6SB2ZXIgYXMgcXVlc3T1ZXMgZG8gZm9ybyBwcml2aWxlZ2lhZG8gZSBpbXBlYWNobWVudCBkZSBHTSBlbSBwYXV0YSEhIQ==

  6. renato disse:

    QUJVU08gREUgQVVUT1JJREFERS4uLmNvbnRyYSBxdWVtID8uIE8gcG92428gPywgbyBGcmFuY2lzY28gZGEgcGFkYXJpYSBhIE1hcmlhIGRhIGNvbmZlY+fjbywgbyBjb21lcmNpYW50ZSA/LiBCYW5kbyBkZSBDQU5BTEhBUyBzZSBwcm90ZWdlbmRvIGRhIGp1c3Rp52EsIOkgc/MgaXNzbyE=

  7. OBSERVADOR🇧🇷 disse:

    UHJvamV0byBkZSBBYnVzbyBkZSBBdXRvcmlkYWRlIHBhcmEgQWNhYmFyIGRlZmluaXRpdmFtZW50ZSBjb20gYSBMYXZhSmF0bw==

    1. QXTpIG8gTXVsYSBmaWNhIHBpYW5kbyBkZW50cm8gZGEgamF1bGEsIG1hcyBuaW5ndeltIHZhaSBhYnJpciBhIHBvcnRpbmhvbGEuIE5pbmd16W0gZOEgYm9sYSBwcm8gcSBvIGJvYuNvIGZhbGEuLi4=